Biocore

Foto: Christina de Andrade Pereira/Wikiparques
7 de maio de 2018

O ICMBio publicou novas regras para monitoramento da biodiversidade

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) publicou, no Diário Oficial da União, a Instrução Normativa (IN) nº 3/2017, que institui o Programa Nacional de Monitoramento da Biodiversidade. A Instrução Normativa estabelece protocolos padronizados que vão permitir análises regionais, estabelecendo um conjunto mínimo de dados.

O ICMBio explica que antes esse monitoramento era realizado de maneira mais personalizada e de acordo com cada unidade de conservação (UC) e que, com as novas regras, será possível reunir unidades que monitoram mesmo alvo, possibilitando análises regionais e comparação com outras áreas protegidas.

A nova norma também permite participação popular na obtenção de dados, desde que a pessoa seja capacitada, permitindo assim, economia de recursos, sem a necessidade de uso de equipamentos sofisticados e profissionais altamente especializados. “A população, quando participa da coleta de dados, confia mais na veracidade das informações. Assim, o debate sobre o uso de certos recursos fica mais qualificando, auxiliando na conciliação dos entendimentos”, destaca Tathiana Souza, coordenadora de Monitoramento da Biodiversidade do ICMBio.

O ICMBio realizou cursos de capacitação de servidores para a implementação da Instrução Normativa. Foram treinadas 187 pessoas de 119 unidades de conservação federais e estaduais.

O monitoramento da biodiversidade faz parte de uma das metas institucionais do ICMBio, a principal é saber se as unidades de conservação estão sendo efetivas no monitoramento da biodiversidade.

Fonte: oeco.org.br

Endereço

Rua Prof. Carlos Ott, nº 79, Alameda Shopping, Sala 13, Stella Maris, Salvador/BA

Telefones

71 2137-4962

Social